domingo, 29 de outubro de 2017

Curso de Tribal Brasil em Feira de Santana




Viemos trazer boas novas para nossa tribo dançante!
Em novembro a nossa mandhalinha Antonia Lyara inicia o Curso de Tribal Brasil na cidade de Feira de Santana por módulos temáticos. Cada módulo com 12 aulas, teóricas, práticas e vivências de campo, com Antonia e profissionais convidados de diversas áreas.

Para abrir com chave de ouro, o TRIBAL BRASIL EM ESSÊNCIA, fusão de danças Orientais, com Capoeira Angola dos ANGOLEIROS DO SERTAO. Em parceria com Hulluca Angoleiro do Sertão ministrando as aulas e certificando os participantes.

O Curso surgiu através da vivência do curso de formação com Kilma Farias da Cia Lunay que estará nos acompanhando sempre que puder.

O investimento por módulo é de 200 reais, que pode ser dividido em 2x, com direito a material didático. Temos pouquíssimas vagas e até então não temos planos de repetição  de módulo na cidade.
Esperamos você nessa nossa viagem que será inesquecível.

As aulas acontecerão no espaço colaborativo de artes Casa 18, com horário a combinar com a turma. Fica localizada no caminho 40 do conjunto Feira VII - fácil acesso, igual coração  de vó hahahahahaha.

Se tiver interesse em participar chame no whatsapp para o envio da ficha de inscrição.
71993130513 - Antonia L.

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Workshop de Tribal Ritualístico com Gilmara Cruz em Feira de Santana

Em 09 de Dezembro de 2017 a professora e bailarina Gilmara Cruz, estará em Feira de Santana ministrando workshop de Dança Tribal Ritualístico trazendo uma proposta de auto conhecimento, afirmação identitária de si, busca da sabedoria, vitalidade, meditação e espiritualidade. Será um verdadeiro encontro com a sua natureza interior. Imperdível!

Trazendo como conteúdos a Consciência Ritual e Dançando com o Cosmos e a Mãe Gaia, a aula terá duração de 3 horas e o aluno terá direito a apostila e certificado. A proposta é utilizar movimentos da Dança Tribal, Dança Teatro e outras, num aspecto ritualístico, buscando a conexão com o Eu sagrado e o equilíbrio com a natureza, resultando em um belo ritual.



Inscrição: 

Informações: trupemandhala.gmail.com


CONHECENDO O TRIBAL RITUALÍSTICO
O estilo Tribal é uma Dança étnica contemporânea e ancestral. Ele resgata antigos rituais que vinham da Dança do Ventre, do Flamenco e da Dança Indiana numa estética contemporânea.  A Dança Tribal Ritualística consiste na fusão dessas danças somadas a outras danças, mas com o aspecto de ritual, harmonia com a natureza, trazendo um ambiente místico e harmonioso que possa proporcionar as participantes o bem estar e o (re e auto) conhecimento identificando seus poderes e seus limites, tudo isso aliada à técnica e a conexão com o feminino ancestral, a Deusa interior e seu poder!

O Tribal Ritualístico não é uma religião, mas é livre e, através da dança tribal proporciona um ato ritualístico que pode ser religioso em prol do que se acredita e do que se sente, ou apenas pode ser um ato introspectivo que manifeste e emane energias.

A palavra religião vem da palavra religare que significa ligar-se ao divino, é o caminho para a unificação entre o eu e o divino. Para nós nada mais é do que torna-se divino, despertar a deusa interior e o seu poder. .

SOBRE A PROFESSORA
Professora, bailarina, coreógrafa e pesquisadora Gilmara Cruz, é Graduada em História pela Universidade do Estado da Bahia, Mestranda em História pela UFS e Qualificada em Dança pela FUNCEB.
Admiradora da arte da Dança do Ventre desde 2001, iniciando seus estudos em 2003. Em 2006 começa a ensinar o básico, chegando também a dar aulas particulares na cidade de Santo Antônio de Jesus, onde morou cerca de dois anos. Após uma breve pausa, em 2009 de volta a Alagoinhas, foi monitora voluntária de Dança do Ventre no Curso de Extensão Cultura Corporal do curso de Educação Física da UNEB – campus II. No final de 2012 conheceu o Tribal no Bailares Festival de Dança, realizado pela Trupe Mandhala em Feira de Santana, e desde então é sua paixão.
A partir de então foi se especializando, participou do Curso de Formação de professores em Dança ministrado por Estela Serrano e Fátima Suarez. Participou do Curso de Aperfeiçoamento Teórico-prático com Fernanda Guerreiro e do Curso sobre Metodologia do ensino em Dança do Ventre com Fernanda Guerreiro. Curso de Formação em Tribal Fusion com Joline Andrade, Curso de Formação em ITS, nível 01 com April Rose (EUA). Participou também de diversos workshops com Sharon Kihara (EUA), Hilde Cannoodt (Bélgica), Sundari (Croácia), Raphaela Petting (EUA), Lady Fred (EUA), Ariellah Aflavo (EUA), Deidre Anaid (Alemanha/EUA), Saba Khandroma (Arg), Bela Saffe (Ba), Joline Andrade (Ba), Fernanda Guerreiro (Ba), Lulu From Brasil (SP), Monah Souad, Márcio Mansur, Letícia Soares, Kahina, Allana Alflen (Ba), Esmeralda Colabone, Ju Marconato (SP), Janah Ferreira, Catarina Hora (SE), Tarik, Gabriela Miranda, Yoli Mendez, Radha Naschpitz, Cibelle Souza (RN), Paula Braz (Cia Shamam), Kilma Farias (PB), Hayffa (SP), Guigo Alves, Rebeca Piñeiro (SP), etc.
Foi organizadora do primeiro Festival de Dança Oriental de Alagoinhas-BA em 2012, atualmente organizadora do Solstício das Deusas com versões realizadas em Aracaju-SE, em São Paulo, em Curitiba-PR, e em Florianópolis. Ministrou as oficinas/workshops “A Dança do Ventre e sua história” apresentado na II Semana de História da UNEB-campus II; “A Dança do Ventre e sua relação com a Natureza”, “Movimentos Sinuosos”, “Dança Teatro”, “Básicos movimentos do Tribal Fusion”, “Dançando o Sagrado Feminino”, e etc. Criou coreografia para a peça de teatro A rua e a Vida.
Escreveu artigos sobre Dança como o "A aura e autenticidade da Dança Tribal". Atualmente voltou a morar em São Paulo e segue estudando e sendo professora de Dança do Ventre iniciante I e II, Tribal Fusion (Tribal Fusion, Tribal Ritualístico, Dark Fusion) e Dançando o Sagrado Feminino, ministrando aulas regulares, cursos mensais, workshops e oficinas. Possui uma característica ritualística e sombria em sua Dança.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Eleição Conselho Municipal de Cultura


Nesse sábado ocorrerá a eleição para o Conselho Municipal de Cultura de Feira de Santana. O Fórum permanente de Cultura criou uma campanha maravilhosa com a Hashtag #BoraOcuparOconselho! A campanha seria perfeita, salvo por um pequeno detalhe, A DANÇA não está presente. E sabe o porquê de isso acontecer? Porque a Dança permanece sem uma cadeira dentro do Conselho de Cultura de Feira de Santana!! É um tremendo contrassenso se ousar falar em cultura sem que se dê a importância e a visibilidade que esse segmento artístico deveria ter! Agora, nesse ponto, creio que cabe uma pequena retrospectiva, a fim de que a comunidade em geral entenda os caminhos que trilhamos até aqui.
Se você não participou da Conferência Municipal de Cultura de 2013, você não presenciou a articulação e as reivindicações que os artistas da dança e de mais dois outros segmentos, que também estavam excluídos do conselho, efetuaram naquela Conferência. Foi uma coisa linda de se ver, nós fizemos nossa voz ser ouvida e em votação durante a plenária, na presença do então secretário Jailton e de toda a classe artística presente, definiu-se que naquele momento seria feita a votação para 3 novas cadeiras que seriam posteriormente regularizadas mediante alteração da Lei Municipal que dá origem ao Conselho. Dentre essas cadeiras estava incluída uma cadeira para a Dança.
Acontece que apesar de todos os esforços, esta reivindicação não foi atendida e com a mudança do secretário de Cultura, os três representantes “Ex-Oficio”dessas cadeiras pararam de ser convocados para as reuniões do Conselho e quando nos fazíamos presentes, não possuíamos direito de fala. Participei ativamente da construção do Plano Municipal de Cultura e até então o acordo posto era de que ao final da construção do Plano, juntamente com ele seria encaminhado para votação na Câmara a proposta de alteração de Lei.
 A proposta foi encaminhada, mas teve a sua alteração barrada devido à ignorância de um dos vereadores da Câmara, que teve sérios problemas de compreensão e interpretação do texto da referida Lei. O atual secretário de Cultura, Edson Felloni Borges, já se pronunciou publicamente demonstrando estar disposto a intervir de maneira a sensibilizar os vereadores a aprovarem a proposta de alteração apresentada. Contudo, apenas falar não é o suficiente. Espero que realmente exista a vontade política de fazer essa alteração acontecer.

E AGORA?
Antônia Lyara, que faz parte da Trupe Mandhala, estará se  inscrevendo para a cadeira de cultura popular, tentando fazer com que assim a dança não deixe de demarcar um espaço. Mas para que isso aconteça precisamos de representatividade em votos e presença.

COMO VOTAR
Para se inscrever para votar são necessários os seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de residência atual e currículo artístico.
Ficha de inscrição (baixe aqui:  http://www.feiradesantana.ba.gov.br/secretarias.asp?id=8)
As inscrições estão acontecendo presencialmente na SECEL, ou por e-mail através do conselhodeculturafsa@gmail.com, ou ainda no sábado até as 11 da manhã no Maestro Miro.

Isto posto, se você é um artista da Dança, se você atua de alguma maneira na disseminação e produção desse segmento artístico, eu convoco você a colar conosco nessa campanha. Se inscrevam e compareçam no Sábado, no Centro de Cultura Maestro Miro para mostramos que a dança em Feira de Santana existe e precisa ser Respeitada!

#AdançaExigeRespeito #AdançaQuerOcupar

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, texto A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto Nenhum texto alternativo automático disponível.
A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, multidão, texto e atividades ao ar livre A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, texto
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Aulas de Dança do Ventre no Bairro SIM com Viviane Macedo



O SIM agora conta com um Home Studio de Dança voltado para o estudo das Danças Orientais.
O Lírio Estúdio de Dança  possui turmas regulares de Dança do Ventre! A Dança do Ventre é uma arte milenar que além de contribuir para o desenvolvimento psíquico e emocional através do auto conhecimento e do fortalecimento da auto-estima, também traz inúmeros benefícios para o corpo, pois aumenta a flexibilidade e consciência corporal, fortalece o assoalho pélvico e melhora a postura e o condicionamento físico. Garanta já a sua vaga e venha ser feliz com a gente!

Professora: Viviane Macedo
Onde: Condomínio Viva Mais Master, n 8220, Quadra L, Casa 27, Bairro SIM

Quando:
Terça-Feira das 16h às 17:30 (Turma I)

Quarta-Feira: 19h às 20:30 (Turma II)

sábado, 5 de novembro de 2016

Trupe Mandhala participa da Caravana Tribal de Fortaleza




 Este ano acontecerá mais uma edição da Caravana Tribal Nordeste, que passou por Feira de Santana em abril, e agora vai para Fortaleza, no Ceará. E a Trupe Mandhala, grupo de Dança Étnica Contemporânea (Dança Tribal) criado em Feira de Santana, participa de mais esta edição, nos dias 19 e 20 de novembro.

A Trupe foi contemplada no Edital de Mobilidade Artística e Cultural da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia para participar desta edição da Caravana Tribal Nordeste, e irá acompanhada também pelos bailarinos - Rony Timas Blastoyse, que atua na pesquisa do Tribal Afro Urbano junto a Trupe e também irá ministrar o workshop; Caíque Melo que também irá se apresentar com a Trupe no show; e o grupo Clanáticas Tribal Fusion Dance, formado por alunas da Prof.ª Mary Figuerêdo (integrante da Trupe Mandhala).

Nesta edição, a Trupe leva os workshops Tribal Ritualístico – Dançando os 4 elementos, e Tribal Afro Urbano. E também se apresentará no Show de Gala levando solos, e a coreografia de grupo intitulada Volante Tribal, que traz como temática o sertão na época de lampião, e que utiliza a música Cabrueira, do músico feirense Bruno Bezerra.

Como contrapartida do projeto contemplado, que conta com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia, a Trupe irá realizar posteriormente em sua cidade natal os workshops ministrados na Caravana de Fortaleza de forma gratuita.

SOBRE A CARAVANA TRIBAL NORDESTE

A Caravana Tribal Nordeste é um evento itinerante que existe desde 2009 e busca divulgar e aprofundar os estudos no estilo da Dança Tribal e integra como sede as cidades de João Pessoa sob organização da Cia Lunay, Recife sob organização da Aquarius Cia de Dança, Fortaleza sob organização de Alinne Madelon e Antique Soul Tribal Fusion e Feira de Santana/Salvador sob organização da Trupe Mandhala, recentemente convidada a se juntar ao grupo das organizadoras da Caravana.

O Festival tem sido definitivo para o fortalecimento da cena tribal nordestina. A programação conta com Espetáculo onde se apresentam diversos grupos, além de workshops. Trabalhos de excelente qualidade artística são levados anualmente à Caravana, e há também um foco na pesquisa da fusão do tribal com as danças populares brasileiras de matriz nordestina. O festival já contou também com a participação de atrações internacionais como Mira Betz (EUA), Emine di Cosmo (Buenos Aires) e Anasma (Paris).



 



 

 

Trupe Mandhala realiza aulão gratuito de Tribal Afro Urbano




O Mercado de Arte Popular de Feira de Santana/BA recebeu de braços abertos o aulão de dança Tribal Afro Urbano, um estudo que vem sido desenvolvido pela Trupe Mandhala junto ao professor e bailarino Rony Timas Blastoyse do Cabo-Verde, que fusiona, hibridiza o Tribal Fusion com o Afro Urbano e as Diásporas na dança, com estudos das movimentações da Angola. Cabo-Verde, Jamaica e Ghana, entre outros.

Esta experimentação vem despertando interesse em instituições de ensino conceituadas como a Edna Manley na Jamaica, e sendo apresentados resultados no Dramofone, Caravana Tribal Nordeste, Feira Noise Festival, Tribal Remix e salas de aulas diversificadas.

"Ser hibrido é dominar elementos e, um corpo hibrido, é um corpo com informações distintas. Na dança, é alguém que tem várias linguagens corporais no que diz respeito a estilos. A dança já nasceu tendo o hibridismo junto de si. O autor Curt Sachs (1960) em sua obra World History Of The Dance, observa que a forma mais antiga da dança, parece ser o Reigen ou a dança em roda que vem com informações de heranças de animais ancestrais. A hibridação na dança não é nova, tornam-se diferenciadas as adaptações de linguagens.
- Antonia Lyara -




terça-feira, 12 de abril de 2016

Caravana Tribal Nordeste realiza apresentações e workshop em Feira de Santana



A Caravana Tribal Nordeste é um projeto itinerante que acontece há seis anos percorrendo alguns estados do Nordeste, e busca o fortalecimento da Dança Tribal, do Ventre e Fusões através da difusão do conhecimento em workshops, mostras coreográficas e intercâmbio entre artistas e pesquisadores.

No próximo dia (16) a Caravana chegará pela primeira vez a Feira de Santana, sob a realização da Trupe Mandhala, grupo feirense de dança tribal, e trará um Show de Gala que será apresentado no sábado no Teatro Margarida Ribeiro a partir das 19 horas.

A programação conta ainda com três workshops que trabalharão temáticas diversas dentro do universo da Dança Tribal e Fusões. As aulas serão nos dias 16 e 17, no turno da manhã, no Allegro Studio de Dança e Educação Corporal e serão ministradas pela Cia Lunay (Paraíba), Antique Soul (Ceará) e Carvalho Cia de Dança (Pernambuco).

O Show conta com apresentação de grupos e bailarinos de Feira de Santana, Salvador e região, bem como de Alagoas, Rio Grande do Sul, Paraíba, Ceará e Pernambuco e promete encantar através da arte da dança todos que forem prestigiar.

Atualmente, a Caravana Tribal Nordeste tem como grupos organizadores:
Cia Lunay – Paraíba; Aquarius Cia de Dança – Pernambuco; Carvalho Cia de Dança – Pernambuco; Alinne Madelon – Ceará e Trupe Mandhala – Bahia.


SERVIÇO

CARAVANA TRIBAL NORDESTE
16 e 17 de Abril

*** SHOW DE GALA ***
Dia 16/04 - 19h - Teatro Margarida Ribeiro - bairro Capuchinhos
Ingresso: R$ 10,00 meia promocional

*** WORKSHOPS ***
Local: Allegro Studio de Dança e Educação Corporal, Rua Juracy Magalhães, 298, Ponto Central (próximo a FAT Faculdade Anísio Teixeira.
Investimento: R$ 60,00 cada tema ou R$ 150,00 os três temas (com direito a Certificado)

DIA 16/04
- 08h - Releitura de Movimentos Tradicionais para Tribal Fusion - Alinne Madelon e Gabriela Farias (Antique Soul Tribal Fusion) – CE

- 10h - Flow Fusion - Luana Aires e Bárbara Suênia (Cia Lunay) – PB

DIA 17/04
- 09h - Giros e Propulsão - Alê Carvalho - Carvalho Cia de Dança – PE


Informações e Inscrições: trupemandhala@gmail.com


REALIZAÇÃO: Trupe Mandhala
CO-PRODUÇÃO: Caique Melo

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Vem aí a Caravana Tribal Nordeste - Bahia


Trupe Mandhala apresenta

1ª edição em Feira de Santana

16 e 17 de Abril, 2016
.
.

*** SHOW DE GALA ***

Dia 16/04 - 19h - Teatro Margarida Ribeiro
Ingresso: R$ 10,00 meia promocional

Apresentação dos grupos organizadores da Caravana + convidados especiais
.
Temos vagas para apresentação no show de gala. Envie e-mail para trupemandhala@yahoo.com.br e solicite edital de participação.
.
.

*** WORKSHOPS ***


DIA 16/04
- 08h - Releitura de Movimentos Tradicionais para Tribal Fusion - Alinne Madelon e Gabriela Farias - CE
- 10h - Flow Fusion - Luana Aires e Bárbara Suênia - Cia Lunay - PB

DIA 17/04
- 09h - Giros e Propulsão - Alê Carvalho - Carvalho Cia de Dança - PE
.
Inscrição: R$ 60,00 (cada tema)
Dividido em até 3x - 15 de Fevereiro, 10 de Março e 10 de Abril
.
.
*** INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES ***
E-mail: trupemandhala@yahoo.com.br


Realização: Trupe Mandhala
Co-Produção: Caíque Melo




Clique na imagem para ver maior
________________________________________________

A Caravana Tribal Nordeste é um projeto itinerante que busca o fortalecimento da Dança Tribal, do Ventre e Fusões através da difusão do conhecimento em workshops, mostras coreográficas e intercâmbio entre artistas e pesquisadores.

Atualmente, tem como grupos organizadores:
Cia Lunay - Paraíba
Aquarius Cia de Dança - Pernambuco 
Carvalho Cia de Dança - Pernambuco
Alinne Madelon - Ceará
Trupe Mandhala - Bahia

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Confirme presença e convide os amigos 
https://www.facebook.com/events/214834712193997/

Curta a página oficial da Caravana Tribal Nordeste e fique por dentro das próximas edições
https://www.facebook.com/Caravana-Tribal-Nordeste-329413670599792/?fref=ts

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Caravana Tribal Nordeste em Feira de Santana




A Trupe Mandhala apresenta
Caravana Tribal Nordeste
1ª edição em Feira de Santana-BA 
Dias 16 e 17 de Abril, 2016

.
WORKSHOPS

- Releitura de Movimentos Tradicionais para Tribal Fusion - Alinne Madelon e Gabriela Farias - CE
- Flow Fusion - Luana Aires e Bárbara Suênia - Cia Lunay - PB
- Giros e Propulsão - Alê Carvalho - Carvalho Cia de Dança - PE
.
Solicite Ficha de Inscrição - trupemandhala@yahoo.com.br

SHOW DE GALA

Apresentação dos grupos organizadores da Caravana, e convidados especiais.
.
OBS.: Temos vagas disponíveis para apresentação no Show. Para saber mais, solicite edital de participação pelo e-mail trupemandhala@yahoo.com.br

Mais informações na página do evento
https://www.facebook.com/events/214834712193997/
.
Confirme presença e convide os amigos!


Caravana Tribal Nordeste - Edição Bahia
Realização Trupe Mandhala
Co-produção Caíque Melo

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Valença recebe primeira edição do evento Conexão Mandhala – O Oriente e outras Danças




A Trupe Mandhala, grupo de Dança Étnica Contemporânea criado na cidade de Feira de Santana, irá realizar esta semana em Valença o evento Conexão Mandhala – O Oriente e outras Danças. A programação do evento conta com Workshop de Dança do Ventre e Dança Tribal, os dois estilos trabalhados pela Trupe, além de um show que trará apresentações de bailarinos e grupos de Feira de Santana, Salvador, Conceição do Coité, Valença e região.

O Show acontecerá no dia 23, sábado, a partir das 19h no Teatro do Centro Cultural Olívia Barradas e terá apresentações da Trupe Mandhala, Sidinha Damasceno, Liza Andrade, Lucas Afonso, Thiago Mascarenhas, Lourival Neto, Tiago Bastos, Grupo Habibas Dance, Sulivan Andrade, João Vitor de Almeida, entre outros.

Já os workshops acontecerão no Studio Corpus. A aula de Dança Tribal será na sexta, dia 22, a partir das 18h30, e a aula de Dança do Ventre acontecerá no sábado, dia 23, a partir das 14h.


Para quem nunca ouviu falar, a Dança Tribal, também conhecida como Dança Étnica Contemporânea, é um estilo de dança que surgiu em meados dos anos 70 e tem como base a dança do ventre, o flamenco e a dança indiana, sendo uma vertente de dança oriental. É um estilo diferente e muito envolvente que faz fusão das danças citadas com estilos mais modernos como hip hop, contemporâneo, entre outros, e também com as danças populares brasileiras, intitulado então de Tribal Brasil.

Toda essa diversidade do Tribal que é trabalho pela Trupe Mandhala, será apresentado na aula e no show. Vale a pena conferir de perto!

SERVIÇO
EVENTO CONEXÂO MANDHALA

Show
Dia 23|01 – 19h – Centro Cultural Olívia Barradas
Ingresso: R$ 16,00 (nteira), R$ 8,00 (meia)
Vendas no Studio Corpus e na bilheteria do Teatro

Workshop Dança Tribal
22|01 – 18h30 às 20h – Studio Corpus

Workshop Dança do Ventre
23|01 – 14h às 15h30 – Studio Corpus



O evento conta com os Apoios: Studio Corpus, Impacto Calçados, Hortifruti Vado de Valença, Gelo Forte, Infoworld, Hotel Valença, Restaurante Mega Chik, Restaurante Ki Delícia, Restaurante da Zuh, Restaurante O Brasileirinho, Restaurante Pimenta de Cheiro, Restaurante da Lídia, Restaurante Sabor da Bahia, Pizzaria do Sinval
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...